Inflexibilidades

 

A inflexibilidade prejudica a vida afectiva, por outro lado, a generosidade e a gratidão tocam as pessoas. Costumamos pedir ou exigir, e esquecemos de agradecer. Conecte-se com o que há de melhor em seu coração. Evitemos o descontrole, reflectindo sobre os nossos valores essenciais, que não são medidos materialmente. Por outro lado, favoreceremos sempre uma reflexão sobre os valores mais importantes, como o afecto, e respeitemos sempre o nosso próprio ritmo.
Nos aspectos subjectivos, e o desfavorecimento para as questões práticas. Uma reflexão sobre amizades e afinidades com as pessoas é bem-vinda. Se, nos encontrar-mos fora do curso durante alguns períodos do o dia. Tentaremos sentir o posicionamento em defesa da tendência à dificuldade em questões práticas. Momentos que nos obriga a fazer uma retrospecção, e nos favoreça o descanso e a reflexão. Todos desejamos uma vida confortável, sentirmo-nos bem e mais seguros. Mas, muitas vezes isso significa acomodação numa situação muito aquém de nosso potencial. Não poderemos deixar que a acomodação signifique estagnação. Não sejamos dogmáticos nas ideias, querendo convencer os outros de que assim acreditem.
Assim como se gostamos de ser respeitados nos nossos conceitos, respeitaremos também os pontos de vista alheios. Acreditar somente no que podemos ver ou racionalizar é diminuir o potencial de entendimento da vida. Há muitos mistérios entre o céu e a terra, mas estamos tão imersos nos afazeres, que esquecemos de desenvolver a sensibilidade.

Hoje em dia, cabe-nos fazer aprofundadamente uma reflexão sobre a nossa saúde e qualidade de vida. Talvez estejamos aprisionados em hábitos que não resultam em bem-estar. As iniciativas de tomar atitudes que significam sentirmo-nos melhor física e emocionalmente, são sempre compensadas por uma paz interior. Atitudes como teimosia, descontrole possessivo, têm um efeito nefasto sobre os nossos relacionamentos. Compreenda-se que a segurança que se almeja na relação afectiva deva partir sempre da sinceridade e confiança mútuas
Temos uma visão errónea do que representa segurança, costumando atribui-la ao dinheiro e à estabilidade. Mas, tudo pode acabar um dia, e mudar. É diferente da segurança interior, um sentimento de paz que transcende as circunstâncias.
Em meio regente às atribuições quotidianas esquecemos de valorizar as coisas simples que nos transmitam energias, como o contacto com a natureza, a quietude, o abraço amigo. Somos escravos do tempo, e estamos pagando

ءزسعقمً٣٠ٯڀسڢء

publicado por Mário Feijoca às 23:26 | comentar | favorito