22
Set 06
22
Set 06

Só imagem


Quando o sonho se mistura com a realidade deixamos de saber o sítio a que pertencemos.
publicado por Mário Feijoca às 08:11 | comentar | ver comentários (2) | favorito
17
Set 06
17
Set 06

Mulheres

Já tive mulheres de todos as cores
De várias idades de muitos amores
Com uma até certo tempo fiquei
Pra outras apenas um pouco me dei

Já tive mulheres do tipo atrevida
Do tipo acanhada do tipo vivida
Casada carente, solteira feliz

Já tive mulheres donzelas e até meretrizes
Mulheres cabeças e desequilibradas
Mulheres confusas de guerra e paz

Mas nenhuma delas me fez tão feliz
Quanto você me faz...

Procurei em todas as mulheres a felicidade
Mas eu não encontrei e fiquei na saudade
Foi começando bem mas tudo teve um fim

Você é o sol da minha vida a minha vontade
Você não é mentira, você é verdade
É tudo o que um dia eu sonhei pra mim.

Marinho da Vila

Nimei.jpg
Foto by Andreas Biteshich

Dedico esta poesia a todas as mulheres que já tive; e às que ainda hei-de ter, até ao fim da minha vida. Dedico estas palavras também, a todos os homens que as sabem ter, e que lhes dêm aquilo que elas todas mais querem: Respeito, carinho, amor e tranquilidade! (E algumas muito, muito dinheiro...)

Crédito prevenido


Atenção aos expert's informáticos e ao "MODUS OPERANDI" dos piratas do Multibanco. Clica na imagem e vê com os teus olhos a sua habilidade e os seus métodos...

  • Il Gioco
  • publicado por Mário Feijoca às 19:34 | comentar | ver comentários (4) | favorito
    13
    Set 06
    13
    Set 06

    Gota a Gota

    gota.jpg Independentemente do tamanho. tudo na vida tem a sua importância. Até mesmo a mais pequena gota. Por exemplo, há certos produtos que com uma única gota conseguem resultados surpreendentes: um pouco de azeite pode salvar os nossos olhos e uma gota de lixívia pode pode tornar potável até 10 litros de água. Há outros casos em que podemos observar o poder de uma gota. Algumas gotas de vinagre podem realçar o sabor dos alimentos de um determinado condimento e umas gotas de picante podem converter um prato num sucesso... num fracasso se exagerarmos.

    Uma gota cheia de energia

    Talvez o exemplo mais simples seja o da gota de água que, à vista desarmada, parece tão cristalina e refrescante. Mas na verdade, contém mais de 10.000 biliões de átomos de hidrogénio e mais de 5.000 biliões de átomos de oxigénio. Ou seja, é uma gota cheia de energia

    Em pequenas doses

    Todos estes exemplos demonstram que cada gota é realmente importante. Por isso, tal como ensina a própria natureza, que aproveita cada gota, é muito importante não desperdiçar uma única gotinha, Já diz a sabedoria popular: tudo o que é bom vem em pequenas doses e há que saber doseá-lo.
    Na natureza, como na vida, tudo é alimentado em pequenas proporções. No nosso comportamento a felicidade assemelha-se a uma pequena gota, se não a desperdiçar-mos em coisas supérfluas, a nossa energia regulará os nossos sentimentos, que se vão alimentando em pequenas doses, assim como também, que, mais tarde o transformará num amor sólido e equilibrado.
    Uma gota de amor, em cada segundo, condimentará a nossa vida e preencherá o nosso coração, como também, daqueles que nos rodeiam em plena satisfação. Uma gota de amor faz toda a diferença e contém milhões de átomos de solidariedade e paz... Aproveitemos ao máximo cada gota cheia de energia, para uma vida bem condimentada e saudável.

    publicado por Mário Feijoca às 03:48 | comentar | ver comentários (4) | favorito
    11
    Set 06
    11
    Set 06

    WTC - cinco anos depois





    Depois dos atentados do 11 de Setembro o mundo nunca mais foi o mesmo. Passados cinco anos, o terrorismo islâmico constitui uma ameaça permanente para o Ocidente. E não será por via disso, os USA também uma ameaça permanente aos povos enfraquecidos e de fracos recursos económicos uma vez que são eles quem alimentam o terrorismo no mundo...
    É só uma mera observação para nos obrigar a meditar sobre o conceito da liberdade.

    Quando a história se repete
    Right Click and Select "Save Target As"

     

     

    publicado por Mário Feijoca às 17:58 | comentar | ver comentários (2) | favorito
    08
    Set 06
    08
    Set 06

    Práticas de um Bodhisattva

    Namo Lokeshvara

    Ininterruptamente, em ardorosa homenagem de corpo, fala e mente, inclino-me diante dos mestres supremos e do protector Avalokiteshvara, que, cientes de que nada tem ida ou volta, trabalham unicamente para o bem de todos os seres.</i>

    Os buddhas perfeitos, fonte de todo o bem e de toda a felicidade, surgem da realização do Dharma sagrado. Doutrina. Como isto vem do conhecimento do seu exercício, passo a explicar as práticas de um bodhisattva.</i>


    [1] Tendo obtido o livre e bem favorecido nascimento humano,
    Tão difícil de vir e tão poderoso,
    Perseverando firmemente, noite e dia,
    Para liberar a si e aos outros do oceano do samsara
    Ouvir, contemplar e meditar
    É a prática de um bodhisattva.

    [2] Diante dos amigos, apego como água turbulenta;
    Diante dos inimigos, ódio como o fogo raivoso;
    Obscurecidos pela ignorância, esquecemos o que deve
    E o que não deve ser feito
    Deixar para trás a terra natal
    É a prática de um bodhisattva.

    [3] Quando as más circunstâncias são deixadas para trás,
    As emoções e crenças obscuras diminuem gradualmente.
    Sem distracções, a persistência diante da virtude aumenta naturalmente.
    À medida que a consciência se esclarece, surge a certeza no Dharma
    Passar o tempo em solidão
    É a prática de um bodhisattva.

    [4] Durante a morte, a consciência visitante deixa o corpo para trás,
    Como um hóspede deixando uma pensão,
    Deixando para trás as pessoas amadas com quem ficamos por muito tempo,
    Deixando para trás a riqueza ganha através do esforço.
    Assim, abandonar as preocupações desta vida
    É a prática de um bodhisattva.

    [5] As pessoas com quem você está,
    Que aumentam os três venenos,
    Que enfraquecem as práticas do ouvir, contemplar e meditar,
    Que minam a bondade amorosa e a compaixão
    Abandonar as más amizades
    É a prática de um bodhisattva.

    [6] Aqueles de quem você depende, que colocam fim aos vícios,
    Que fazem aumentar as boas qualidades, como a lua crescente
    Manter estes amigos espirituais
    Como sendo mais preciosos
    Do que o seu próprio corpo
    É a prática de um bodhisattva.

    [7] A quem os deuses mundanos podem ajudar
    Se eles mesmos estão confinados na prisão do samsara?
    Assim, quando você procurar ajuda,
    Tomar o refúgio genuíno nas Três Jóias
    É a prática de um bodhisattva.

    [8] O Buddha disse,
    "O resultado das acções negativas
    É o sofrimento dos reinos inferiores, tão difícil de suportar."
    Portanto, não cometer actos ruins
    Mesmo ao custo da própria vida
    É a prática de um bodhisattva.

    [9] A felicidade dos três mundos
    É como o orvalho sobre uma folha de grama,
    Que desaparece em um instante.
    Esforçar-se pelo estado supremo
    A liberação que nunca muda
    É a prática de um bodhisattva.

    [10] De que adianta a felicidade pessoal
    Se cada mãe, que foi tão afectuosa com você
    Desde um tempo sem início, está sofrendo?
    Assim, para liberar um infinito número de seres sencientes,
    Gerar a mente da iluminação
    É a prática de um bodhisattva.

    [11] Sem excepção, todo sofrimento vem
    De querer felicidade apenas para si mesmo;
    Os buddhas perfeitos são nascidos da aspiração de beneficiar os outros.
    Assim, trocar verdadeiramente a própria felicidade
    Pelo sofrimento dos outros
    É a prática de um bodhisattva.

    [12] Mesmo se alguém de grande cobiça
    Roubar toda a sua riqueza, ou se alguém a roubou,
    Dedicar ao ladrão o seu corpo,
    Suas alegrias e seu mérito
    Passados, presentes e futuros
    É a prática de um bodhisattva.

    [13] Mesmo se alguém cortar fora a sua cabeça,
    Sem você nada ter feito de errado,
    Tomar as negatividades daquela pessoa
    Através do poder da compaixão
    É a prática de um bodhisattva.

    [14] Mesmo se alguém difamá-lo
    Pela extensão de um bilhão de universos,
    Falar das boas qualidades daquela pessoa
    Com uma mente cuidadosa
    É a prática de um bodhisattva.

    [15] Mesmo se alguém insultá-lo no meio de uma multidão,
    Apontando suas falhas escondidas
    Reverenciá-lo respeitosamente,
    Vendo aquela pessoa como um amigo espiritual,
    É a prática de um bodhisattva.

    [16] Mesmo se alguém que você cuidou
    Como se fosse o seu próprio filho
    Considerá-lo como um inimigo
    Ser especialmente afectivo diante dele,
    Como uma mãe cujo filho está doente,
    É a prática de um bodhisattva.

    [17] Mesmo se alguém, igual ou inferior a você,
    Tratá-lo com desprezo e arrogância
    Colocá-lo respeitosamente acima de você,
    Como você faria com seu professor,
    É a prática de um bodhisattva.

    [18] Mesmo que você esteja sem dinheiro,
    Desprezado continuamente pelos homens,
    Terrivelmente doente, golpeado pelas forças maléficas
    Tomar para si mesmo todos os actos ruins
    E sofrimentos dos outros, sem perder a afeição,
    É a prática de um bodhisattva.

    [19] Mesmo sendo bem conhecido e respeitado,
    Tão rico quanto Vaishravana
    Tendo visto que a riqueza e glória mundanas são sem essência,
    Estar livre da arrogância
    É a prática de um bodhisattva.

    [20] Enquanto o inimigo interior, o próprio ódio, permanecer descontrolado,
    Tentar subjugar os inimigos externos fará apenas aumentá-los ainda mais.
    Portanto, domar o próprio fluxo mental
    Com as forças da bondade amorosa e da compaixão
    É a prática de um bodhisattva.

    [21] O desejo é como beber água salgada
    Quanto mais você deixa, mais o apego aumenta.
    Deixar ir imediatamente tudo o que faz surgir o apego
    É prática de um bodhisattva.

    [22] Os fenómenos aparentes, todos eles,
    São fabricações da mente;
    A natureza inata da mente
    É separada das fabricações da mente.
    Tendo visto isso, não se envolver com a percepção dualista
    Ao ver coisas belas,

    [23] Abster-se do apego ao ver os objectos
    Como sendo tão amáveis e irreais
    Quanto os arco-íris de verão,
    É a prática de um bodhisattva.

    [24] Tomar as aparências ilusórias como sendo reais
    É tão exaustivo quanto ver a morte do próprio filho em um sonho
    Nossos muitos sofrimentos são assim.
    Deste modo, considerando como fantasias
    Os acontecimentos não desejados da vida,

    [25] Aqueles que querem a iluminação
    Devem dar seus próprios corpos se for necessário,
    Sem falar também da doação de coisas externas.
    Dar generosamente  sem esperança ou recompensa,
    E sem o desejo de resultados
    É a prática de um bodhisattva.

    [26] Sem ética, você não poderá alcançar benefício nem mesmo para si;
    Então, querer beneficiar os outros será apenas uma piada.
    Portanto, manter a ética que é livre de apego a este mundo
    É a prática de um bodhisattva.

    [27] Tudo o que é danoso é como um tesouro de jóias
    Para o bodhisattva, que deseja os prazeres da virtude.
    Assim, cultivar a paciência sem ódio ou ressentimento,
    Diante de qualquer um,
    É a prática de um bodhisattva.

    [28] Apesar dos ouvintes e realizadores solitários
    Realizarem benefício para si mesmos,
    Eles se esforçam como se colocassem fogo em seus cabelos.
    Fazer esforços dos quais nascem
    As boas qualidades que beneficiam a todos os seres
    É a prática de um bodhisattva.

    [29] As emoções e crenças obscuras
    São completamente conquistadas pela meditação analítica,
    Que foi totalmente integrada com a meditação estabilizadora.
    Compreendendo isto, praticar estados meditativos estáveis,
    Além dos quatro estados de absorção mental do reino sem forma,
    É a prática de um bodhisattva.

    [30] Já que a iluminação perfeita não pode ser obtida
    Apenas com cinco perfeições, sem sabedoria,
    Cultivar a sabedoria que é livre dos conceitos,
    Possuidora da pureza tríplice e dos meios hábeis,
    É a prática de um bodhisattva.

    [31] Se você não examinar sua confusão,
    Você pode se tornar um charlatão
    Disfarçado como um praticante de Dharma.
    Portanto, sempre examinar a própria confusão
    E então deixá-la para trás
    É a prática de um bodhisattva.

    [32] Devido à força das emoções e crenças obscurecidas,
    Falar das falhas dos bodhisattvas
    Cria máculas em si mesmo.
    Portanto, não falar das falhas daqueles
    Que estão no grande caminho
    É a prática de um bodhisattva.

    [33] As actividades do ouvir, contemplar e meditar
    Tornam-se maculadas quando discutimos sobre bens e serviços.
    Deixar o apego aos lares de amigos e benfeitores
    É a prática de um bodhisattva.

    [34] Ao falar de maneira rude,
    A conduta de um bodhisattva torna-se maculada
    E os outros seres sencientes são perturbados.
    Portanto, abandonar as palavras rudes
    E desagradáveis às mentes dos outros
    É a prática de um bodhisattva.

    [35] Uma vez acostumado aos estados densos e crenças primitivas
    E habituado às emoções obscuras,
    É difícil de revertê-las com antídotos.
    Portanto, brandindo a arma da atenção,
    Conquistar os estados mentais obscuros imediatamente quando surgirem
    É a prática de um bodhisattva.

    [36] Em resumo:
    O que quer que você faça, em qualquer lugar onde esteja,
    Olhe para o seu estado mental.
    Manter continuamente a consciência atenta
    Para realizar benefício aos outros
    É a prática de um bodhisattva.

    [37] Dedicar o mérito realizado pelos seus esforços
    Para superar o sofrimento
    De todos os seres sencientes
    Através da sabedoria completamente pura,
    Livre dos conceitos de doador, recebedor e doado
    É a prática de um bodhisattva.

    Para aqueles que desejam treinar no caminho do bodhisattva,
    Apresentei estas
    Trinta e Sete Práticas de um Bodhisattva,
    Baseadas no significado relatado nos sutras, tantras e shastras,
    De acordo com as palavras dos seres sagrados.

    Porém, já que é difícil para uma pessoa de baixo intelecto, como eu,
    Compreender em profundidade a vasta conduta dos bodhisattvas,
    Peço a paciência dos seres sagrados
    Com quaisquer erros da lógica escrita, e assim por diante.

    Por este mérito, possam todos os seres sencientes,
    Através da suprema bodhichitta absoluta e relativa,
    Se tornar como o senhor Avalokiteshvara,
    Que está além dos extremos do nirvana e do samsara.

    Isto foi composto na caverna de jóias
    Em Ngülchu, por Tsungpa Thogme
    [Ngülchu Gyalse Thogme Zangpo, 1295-1369],
    Que ensina as escrituras e raciocínios autênticos
    Para beneficiar a si e aos seres sencientes.

     Réplica de uma antiga estátua do Buda</b>

    Réplica de uma antiga estátua do Buda Ampliar

    publicado por Mário Feijoca às 17:18 | comentar | ver comentários (1) | favorito