Mendigo!..

BlogsPrego com um martelo feito de pedra da calçada um prego na parede para pendurar o meu casaco, o único que tenho, descalço os meus irreconhecíveis sapatos já meio sem solas, e coloco-os numa caixa de papelão para me fazer de almofada. Num recanto desta cidade, arrumo um canto para me deitar em cima de um cartão de embalar um frigorífico, espero que a noite passe depressa, porque não gosto de estar sozinho no meio desta cidade. O sono já leve e a barriga também, espero sem esperança que o dia volte a nascer cheio de sol. As noites de Inverno custam mais a passar, não porque tenham mais horas, não, mas porque tenho muito mais frio  e custa-me a adormecer no meio desta cidade. Gosto sempre de adormecer rapidamente, para poder sonhar com aquilo que eu não tenho, enquanto vocês desperdiçam o tempo a falar de coisas banais, eu apenas quereria ter a sorte de todos vós e poder ter uma casa aconchegada para poder dizer que é minha. Não gosto de esmolas, não gosto que fujam de mim, pois eu sou igualzinho a vocês, só que nasci numa noite fria de Inverno, e não havia o sol que nos aquece quando sentimos frio, e nessa noite fiquei...

 Dido - White flag

publicado por Mário Feijoca às 01:38 | comentar | favorito