TRISTE

Dói-me qualquer sentimento que desconheço; falta-me qualquer argumento não sei sobre o quê; não tenho vontade nos nervos.
Estou triste abaixo da consciência e escrevo estas linhas realmente mal notadas, não para dizer isto, nem para dizer qualquer coisa, mas para dar trabalho à minha desatenção.
 
Fernando Pessoa
publicado por Mário Feijoca às 18:37 | comentar | favorito