von Arx

À Flor da Pele
Menino de rua
Nu!
Assassino com medo,
sem perdão.
Objecto analisado aos olhos da multidão.

Menino de rua
sem pão!
Fruto de uma árvore esquecida, apodrecida,
corrompida.
Filho inocente, delinquente.
Sem passado, sem presente.
Sem, na boca, ao menos dente,
para mastigar o pão
que o diabo amassou.

Regina von Arx

Este livro é a própria leitura do amor, a tradução perfeita da visão de uma mulher acerca do mundo e de suas tantas emoções.

Home
publicado por Mário Feijoca às 04:35 | comentar | favorito