Tálvez um pouco...

Ferrari3000_normal.jpgSer ou não ser, eis a questão!

Sou doido, nunca o neguei, para quê? Não vale a pena esconder aquilo que realmente somos, se é nisso que encontramos o prazer de confortar a nossa alma e a vaidade, digo isto não para colocar no blog só porque seja bonito, não. Mas é que eu sou mesmo doido e não é pouco!

Todos os dias temos um recomeçar de novo, e as loucuras nunca se repetem, não conseguimos repeti-las, porque somos doidos;: Eu sou doido, e tu és doido também... Só que andamos a ver se conseguimos ser o mais doido de todos - e eu acho, parece-me mesmo que consegui superar todos os doido.
Vocês hão-de dizer: mas este gajo é mesmo doido, tanto paleio e ainda não disse nada - Calma meus amigos, sou doido, mas não precipitado.
Agora o que tenho pena é de não consegui ser doido ao ponto em comprar um F40, ou até um F60, a dose está entranhada suficientemente,
porque para isso não é preciso ser-se doido, mas rico, e essa loucura não tenho, por isso contentei-me em comprar na sexta feira o F3000.
Sou doido, mesmo! Mas por ora feliz

Nem sequer estou a pensar na pipa de massa que ficou na loja, isso fica para mais tarde porque agora estou a saborear o meu novo brinquedo e não tenho espaço nem tempo para preocupações.

É que sabe tão bem termos estas loucuras de vez em quando.

Agora digam la, não é bom termos loucuras destas...  

publicado por Mário Feijoca às 18:41 | comentar | favorito